Blog

O TikTok estaria sendo preconseituoso para com alguns usuários? saiba

17 Mar, 2020
O TikTok limitou visualização de vídeos de pessoas consideradas pouco atraentes e pobres. Segundo as regras de moderação vazadas e obtidas pelo Intercept, até ano passado, vídeos de pessoas com muitas rugas ou em favelas, por exemplo, eram censurados. O documento chega a instruir os moderadores a observar paredes descascadas e decorações de mau gosto nas casas dos usuários para derrubar suas audiências. A explicação da empresa é de que conteúdos “pouco atrativos” diminuiria a taxa de retenção de novos usuários.

O coronavírus pode fazer temporada de festivais de música desaparecer

11 Mar, 2020
O coronavírus pode fazer a temporada de festivais de música desaparecer, avalia Sonia Rao, do The Washington Post. O jornal entrou em contato com diversos festivais agendados para os próximos meses nos EUA. Os dois que responderam, BottleRock Napa Valley and D.C.'s Broccoli City Festival, ocorrem em maio e disseram, ontem, que planejam seguir em frente enquanto continuam em contato com as autoridades de saúde.“Esse é o começo do vírus”, disse David Chidekel, advogado de entretenimento baseado em Nova York. Mesmo se uma cidade não declara calamidade pública ou limita o tamanho de ajuntamentos autorizados, Chidekel diz que há a ameaça de um “desastre de relações públicas” sobre os eventos de grande escala. Dessa posição, ele continua, não há tanto prejuízo em cancelar. Se o surto piorar, os organizadores vão estar na linha de frente daqueles tentando impedi-lo; se não, eles ainda serão “aqueles que de maneira prudente colocaram seus interesses financeiros em banho-maria pela segurança das pessoas”.A perda financeira de jogar fora um festival pode chegar aos milhões. Os organizadores do SXSW confirmaram para o Austin Chronicle que não tinham seguro cobrindo cancelamento por “infecções bacterianas, doenças contagiosas, vírus e pandemias”. Mas há um argumento a favor do adiamento de festivais que encontra paralelo no que provavelmente aconteceu com o último filme de James Bond, No Time to Die, cujo lançamento foi adiado de abril para novembro. Os produtores devem recuperar o dinheiro gasto no outono, quando os cinemas na China, o segundo maior mercado de cinema do mundo, devem estar abertos novamente. De maneira similar, os fãs de música podem estar mais inclinados a participar de festivais em outubro.

Sansung e Motorola pararam a produção de smartphones no Brasil

17 Feb, 2020
Samsung e Motorola paralisaram suas produções de smartphones no Brasil. Com a epidemia do coronavírus, as empresas deram folga aos seus funcionários por falta de peças importadas da China. Esse é mais um efeito da epidemia nas empresas de tecnologia. Se as produções não voltarem ao normal, os consumidores do Brasil e do mundo sentirão o aumento geral dos preços em dispositivos eletrônicos.

iPhone 12 virá com antena 5g fabricada pela Apple

17 Feb, 2020
O iPhone 12 deve ser lançado com antena 5G feita pela própria Apple. Segundo o Fast Company, a empresa estaria trabalhando para deixar de lado a opção da Qualcomm. Isso significaria, além de não ter que pagar royalties à fabricante, um iPhone mais fino e leve. Só que desenvolver uma antena 5G não é fácil. Elas enviam e recebem sinais de frequência mais altas do que as gerações anteriores, e há menos espaço para erros em seu design e fabricação. Se não der certo, o lançamento do iPhone 12, esperado para o final do ano, pode atrasar. Se levar em conta o histórico da Apple com essa tecnologia, o resultado pode não ser favorável. Ela lançou a sua própria antena no iPhone 4, mas o sinal era fraco e fazia com que as ligações caíssem quando o usuário segurava o aparelho de uma determinada forma.

Inteligência virtual disparou avisos sobre diciminação do coronaviros

27 Jan, 2020
A solução BlueDot utiliza inteligência artificial para disparar alertas antecipados sobre doenças infecciosas e pode ser um grande aliado contra o Coronavírus. A epidemia já matou mais de 50 pessoas e se espalhou a partir da China pela Ásia, Europa, Estados Unidos, Oriente Médio e Oceania.BlueDot usa um algoritmo para analisar notícias pelo mundo, redes de informações sobre doenças de animais e plantas, além de comunicados oficiais de organismos internacionais e governos para alertar os seus clientes com antecedência para evitar zonas afetadas por epidemias, como o Coronavírus.A Inteligência Artificial também acessa os dados globais de emissão de passagens aéreas pelo mundo para ajudar a prever onde e quando a epidemia pode ser espalhada. O BlueDot conseguiu prever corretamente que o Coronavírus saltaria nos dias seguintes à sua aparição em Wuhan, na China, para Bangkok, Seul, Taipei e Tóquio.Como funciona o sistema?O sistema de alerta foi lançado em 2014 e contou com um financiamento de US$ 9,4 milhões. A empresa tem 40 funcionários, entre médicos e programadores e utiliza técnicas de processamento em linguagem natural e aprendizado de máquina para analisar notícias em 65 idiomas.Sistema emite alertas sobre evolução de epidemias no mundo (Fonte: BlueDot)Uma vez que a análise automática realizada pelo computador é finalizada, a análise humana é iniciada. Epidemiologistas conferem se os dados processados pela máquina fazem sentido do ponto de vista científico e emitem alertas para clientes governamentais, de saúde pública e empresas privadas.Os relatórios são enviados para dezenas de países, companhias aéreas, hospitais na linha de frente onde os pacientes possam estar sendo tratados. Os alertas ainda não são emitidos para o público em geral, mas a companhia está trabalhando nisso.

Anunciantes